Vaga aberta

A produção do espetáculo “Depois de Ontem” está com uma vaga aberta para segunda temporada na função de:

MONTADOR DE EQUIPAMENTO DE PROJEÇÃO: instalação no projetor usado no espetáculo em data a combinar (dias antes da estreia). Este profissional deverá estar presente no dia da estreia (para qualquer eventualidade) e no último dia da apresentação para a retirada do equipamento. Disponibilidade de três dias no total.

O pagamento será feito com rateio de bilheteria.

Mande um email para espetaculodepoisdeontem@gmail.com contando um pouco da sua experiência (pode ser por meio de um currículo ou de um texto livre). A porcentagem do rateiro de bilheteria será informada por email.

Equipe Depois de Ontem

Memórias

Por Kelly Lima

ELE tinha dois aninhos e eu tinha que trabalhar. Numa dessas manhãs, depois de colocar a roupa na máquina, o lixo pra fora, recolher o coco do cachorro, fazer o café e me arrumar para mais um longo dia, passei como de costume no berço para dar um beijo antes de sair. Neste dia, ele já estava de pé e levantando os braços pra mim. Achei que quisesse colo e teríamos uma daquelas cenas do filho desesperado que vê a mãe indo pra outro mundo que não o dele. Para minha surpresa, ele não pediu nada, nem chorou. Apenas me presenteou com um abraço macio e demorado. Afastou-se bem devagar, escorregando suas mãozinhas gordas e cheias de covinhas pelo meu rosto, me beijou e disse: “mãe, você está linda”.

ELA nunca foi prendada. Nem um bolo de fubá sabia fazer. Não é bem que não sabia: não queria! Nunca a vi tentando uma receita nova, lendo as instruções atrás das embalagens de alimentos, nada! Mas tem três coisas que ela prepara que os sabores são únicos. Em toda minha existência (e olha que já não posso dizer que é tão pouca), em todos os lugares que já fui, e todas as vezes que eu mesma preparei, jamais provei tão saborosos! Não há necessidade de acrescentar nada: nem salada, nem carne-ovos-peixe, nem molho, nem pimenta no prato de “arroz e feijão” preparado por ela. É uma refeição deliciosamente completa que alimenta meu corpo e minha alma. Seguida do “café” que perfuma a casa toda, deixa minha roupa e minha memória impregnadas de saudade.